Como montar uma fábrica de argamassa e rejunte?

By | setembro 18, 2019

Saiba como montar uma fábrica de argamassa e rejunte de sucesso! Esse empreendimento deve ser realizado com a base de fornecedores que realmente compensem para o negócio. É um excelente investimento porque nos últimos anos, o ramo da construção civil aumentou muito. Em todos os projetos, desde os residenciais até grandes comércios, há a necessidade de materiais como estes.

como montar uma fábrica de argamassa e rejunte

Para tanto, é importante considerar parcerias que tragam ao negócio uma rentabilidade já estabelecida. Neste caso, oferecer descontos para a fidelização de construtores e empresas específicas pode ser essencial para início da abertura da empresa!

Dicas de como montar uma fábrica de argamassa e rejunte

Um fato importante a ser considerado ao abrir a fábrica de argamassa e rejunte é manter o foco em desenvolver a empresa pensando em duas questões relevantes:

  • qualificação dos funcionários;
  • cuidado com o meio ambiente.

Isso pode acabar se tornando uma questão restritiva bem como ser um estímulo para que a área busque por tecnologias e materiais que sejam ecologicamente adequados para a produção. Essa atenção aos pontos de preservação da ecologia é uma aspecto muito competitivo, em virtude da consciência sobre a sustentabilidade do mundo.

Portanto, é uma dica cuidar da empresa considerando as questões ambientais. É um ponto importante para sair na frente da concorrência e que faz a exigência de tecnologias limpas. Lembre-se também que o produto a ser investido deve ser de qualidade. Não adianta angariar grandes valores para a abertura de um negócio que oferece uma produção de má qualidade.

Local para montar uma fábrica de argamassa e rejunte

O local é um dos aspectos que mais determinam o sucesso de uma empresa e a frente da concorrência. Em elação à área mineral, a matéria prima próxima é o que determina a escolha de instalação da empresa que fabrica argamassa e rejunte. Não há exigências de que as reservas de cimento precisem estar próximas à fábrica, mas é um fator que pode beneficiar e contribuir para que se reduzam os custos com deslocamento e, ainda, consegue melhorar a agilidade em processos de produção.

Portanto, escolha um ambiente que possa suprir essa necessidade e que seja considerada um ponto estratégico para a clientela e parcerias que a empresa obtiver.

Equipamentos necessários

Essa empresa se destaca pela quantidade gigante de maquinário que pode ser investida já em fase inicial do negócio. Para tanto, é importantíssimo que se atenha às dicas. Os equipamentos que mais se destacam para a produtividade de rejuntes e argamassas são as seguintes:

  • esteira transportadora;
  • silos;
  • compressor;
  • misturador;
  • balança;
  • empacotador;
  • condutores.

Neste caso, os misturadores que mais têm uso para o negócio correspondem a:

  • misturadores verticais;
  • misturadores horizontais.

Os benefícios de ter esse tipo de maquinário é que, de tal forma, pode-se produzir maiores quantidades dos produtos, superiores ao de betoneiras. Isso, portanto, consegue reduzir efetivamente a mão de obra.

Investimento inicial para abrir uma fábrica de argamassa e rejunte

Esse investimento é composto pela aplicações de recursos e tudo aquilo que possa gerar um retorno do tempo, importante. O investimento deve ser realizado com variação daquilo que corresponde ao tamanho do negócio. Se for uma empresa de médio porte, o investimento fica em torno de R$100.000,00, pensando nos seguintes aspectos:

  • despesa pré-operacional;
  • criação de empresa;
  • aluguel ou compra do ponto comercial;
  • uma reserva de contingência;
  • equipamentos.

É importante que se contabilize o investimento para que se desenvolva a pesquisa e normatize a questão ambiental. É claro que o valor varia a depender da estrutura do negócio. De modo geral, o investimento dessa empresa é crescente. Lembre-se também de contar com o pagamento dos salários dos funcionários. O ideal é que você tenha um contador à disposição da empresa para observação de toda essa parte burocrática.

Funcionários

Os funcionários são aqueles que se responsabilizarão por cuidar da automação das máquinas e de conduzir outras. Portanto, é preciso pensar em pessoas capacitadas para a direção do maquinário, bem como profissionais que fiquem na linha de auxiliar de produção. A quantidade da mão de obra depende muito do porte da empresa, mas para um estabelecimento de médio porte, pode-se contar com uma média de 10 auxiliares de produção, mais uns 5 profissionais à frente da tecnologia.

Contrate pessoas com experiência e que possam crescer junto com a empresa. Evite contratos que não passem pela avaliação dos recursos humanos. É imprescindível que você também se dedique a essa área para evitar possíveis dores de cabeça futuramente.

Como divulgar uma fábrica de argamassa e rejunte?

Uma fábrica de argamassa e rejunte, portanto, precisa de divulgação específica. Ela pode ter o aparato de todos os fornecedores, transformando a empresa mais próxima de construtores e empresas específicas. Depois disso, é importante que o empresário invista em um site empresarial para que o contato digital possa ser agilizado.

Há empresas que procurarão pela internet mesmo, e isso facilita o contato com grandes empresas que requisitarão grandes quantidades de material para construções, por exemplo. O ideal, portanto, é que o destaque também seja feito pelas redes sociais. Isso ajuda a aproximar ainda mais o cliente do seu negócio. Invista nas mídias sociais!

O Facebook e o Instagram são excelentes mídias que constroem perfis comerciais para empresas. As redes sociais, em questão, observam grandes opções disponíveis para promover, anunciar e divulgar a sua marca, sem dificuldades. Além de se caracterizarem alternativas muito válidas para quem quer fazer a divulgação da empresa com bons resultados, são formas de se aproximar dos seus clientes e construir novas fidelizações!

Qual é o faturamento deste negócio?

O faturamento médio da empresa de argamassa e rejunte fica em torno dos R$60mil. Esse valor é aproximado e, portanto, pode ser maior ou menor, a depender da perspectiva dos recursos investidos no negócio. É importante que a empresa procure continuar investindo na fábrica, mensalmente, para cada vez mais construir possibilidades de sucesso para o negócio.

O ideal, portanto, é que se construam possibilidades de crescimento, todos os meses, na fábrica. Se quiser disponibilizar novos recursos, pode ser que essa estratégia comece a propagar um sucesso ainda maior para o negócio.

Gostou das informações? Compartilhe conosco a sua opinião e bons negócios!

  • Como montar uma loja de embalagens?Como montar uma loja de embalagens? Quer saber como montar uma loja de embalagens de sucesso?  A gente preparou algumas dicas incríveis para que o seu negócio prospere e seja a preferência do seu público alvo! Lojistas, […]
  • Quanto custa montar uma academia? Dicas para iniciar Quanto custa montar uma academia? Dicas para iniciar  Quer abrir o seu espaço fitness? Saiba quanto custa montar uma academia e todas as dicas para dar início ao seu empreendimento na área da saúde física! Saber quanto custa montar uma […]
  • Como montar uma loja de brinquedos?Como montar uma loja de brinquedos? Quer saber como montar uma loja de brinquedos de sucesso? Essas dicas podem ser essenciais para aqueles que procuram melhores maneiras de atender os requisitos de um negócio que traga bons […]
  • Como abrir uma barbeariaComo abrir uma barbearia Quer aprender a como abrir uma barbearia para assim investir neste negócio lucrativo que tem se tornado tendência? Então não deixe de acompanhar o nosso artigo de hoje! Pois nele lhe […]
  • Como montar um armarinho de pequeno porteComo montar um armarinho de pequeno porte Saiba como montar um armarinho de pequeno porte e atinja uma lucratividade interessante neste setor do mercado. Embora a procura por este tipo de material não seja tão alta (como no […]
Category: Ideias de Negócios

About Michele Azevedo

Formada em Letras - Português/ Inglês pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, já foi professora, e atualmente, é dona do seu próprio negócio! É microempreendedora individual e trabalha em casa, usufruindo de todos os benefícios que a independência financeira proporciona!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *